quinta-feira, 3 de junho de 2010

Ui, infartei!

Olá, meu nome é Daniela Ferrari Andrade, tenho 35 anos de idade e além de esposa e mãe de duas lindas meninas de 5 e 11 anos sou produtora de cinema e publicidade além de proprietária de um atelier de costura chamado Laloop onde me especializei em criar Toy Arts em tecido.
É muito chato escrever sobre doenças mas, como nessa segunda-feira dia 31 de maio de 2010 meu coração me pregou um tremendo susto, resolvi compartilhar com todos essa experiência um tanto traumática e que de certa maneira me fez repensar a vida. Quem sabe, possa através deste bolg criar uma rede de troca de informacões a respeito de saúde e qualidade de vida. Vou pesquisar e postar aqui informacões que acredito serem de muita importância para todos. Mas antes vou lhes contar o que foi que me aconteceu nesta fatídica tarde de segunda-feira.

Estava eu arrumando as coisas em casa, correndo como faço todos os dias, tira mesa, lava louça limpa tudo, arruma as lancheiras , veste o uniforme nas meninas. Depois de terminadas as tarefas inerentes a minha atividade de mãe e dona de casa saí para levar as meninas a escola planejando seguir depois para a academia malhar um pouco como costumo fazer todos os dias. Desde de manhã sentia muita dor no braço esquerdo e no peito, achei que era apenas uma dor muscular afinal tinha feito um treino pesado na sexta-feira. A cada passo que dava sentia que doía mais e mais, mas eu estava decidida a ir na academia e em nehum momento me passou pela cabeça que poderia ser algo em meu coração.
Na metade do caminho começei a chorar pois a dor se tornou insuportável, liguei para minha irmã pedindo por socorro, nao aguentava mais nem caminhar. Fiquei parada chorando de baixo de meu prédio até ela chegar. E uma amiga acabou chegando antes e me levou direto ao instituto de cardiologia. Lá chegando ao fazer um elétrocardiograma constataram o infarto, sem nenhum tato o médico comunicou que eu estava correndo risco de morte e tudo o que eu queria nesse momento era viver e estar perto do meu marido e filhas. Foi horrível, nunca senti tanto medo de morrer. Meu Deus, parecia que meu peito estava sendo cortado! Sentia muita dor. Começaram as injeções com medicamento e a anestesia. Logo depois eu estava na CTI, após colocarem uma mola e retirarem os coágulos que entupiam minha arteria.
Estava viva graças a Deus! A primeira coisa que eu queria era ver meu marido, dizer que o pior ja havia passado. Ele entrou na sala da CTI e me deu um beijo aliviado ao me ver bem.

Bom gente imagina só que coisa louca sai para levar minhas filhas na escola e parei no hospital infartada , tudo de bom né?! Ninguém sabe como nem o porque. Fiquei dois dias na UTI e três no quarto até receber a alta. Segundo meu médico agora tenho pelo menos três meses até me recuperar por completo. E de hoje em diante cuidando muito da alimentação e com vários remédios para tomar todos os dias para sempre.

4 comentários:

  1. To impressionada com teu relato. Fiquei arrepiada e com medo do Mac Donalds semanal...

    ResponderExcluir
  2. AMIGA !
    Q BOM Q ESTA AQUI PARA CONTAR ...

    BJS

    ResponderExcluir
  3. Obrigada , ainda estou te esperando Vi!
    Bjs pra vc também .

    ResponderExcluir